Warning: mysql_fetch_row() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/tribunap/public_html/antigo/files/contador.php on line 19
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2018
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Agência Sertão
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Deputada Ivana Bastos
Portal Alô Pilões
 
a a a
 
Bom Jesus da Lapa: Romaria da Terra e das Águas debate o agravamento das questões ecológicas
 
Terça, 30 de Junho de 2009  
 

Entre os dias 3 e 5 de julho, a cidade de Bom Jesus da Lapa, localizada no oeste baiano, será palco de uma romaria que tem um caráter diferente. Além da fé que mobiliza multidões de romeiros à cidade, um dos destinos mais procurados por religiosos no Brasil, o evento, que acontecerá durante esses três dias, costuma ser um espaço para discussões políticas relacionadas principalmente à temática do campo. Trata-se da Romaria da Terra e das Águas.

“Quem participa dessa Romaria vai para rezar, mas também para discernir sobre a realidade. É um encontro com Deus, mas também com as problemáticas da terra, das águas e do atual modelo de desenvolvimento econômico”, explica o membro da Coordenação Geral da Romaria, Luciano Bernardi. Para esse ano, em sua 32ª edição, é aguardado um público de 8 mil pessoas. O tema Do Ventre da Mãe Terra um Clamor pela Vida pretende chamar a atenção para o agravamento das questões ecológicas no estado, principalmente a destruição dos biomas da caatinga e do cerrado pela expansão do agronegócio e dos grandes projetos industriais. “Para sentir a terra como Mãe não podemos acreditar na razão dos poderes ainda hoje dominantes. Eles são frios instrumentos de privilégios destruidores. Precisamos da razão, sim, mas uma razão sensível, emocional e cordial, pois aí se enraízam sentimentos profundos, se elaboram valores e se cultivam o cuidado, a compaixão e os sonhos que nos inspirarão organizações e lutas corajosas”, afirma a Coordenação Geral da Romaria em carta convocatória publicada em maio.

Essas características da Romaria estão presentes desde a sua primeira edição, em 1977, quando um grupo de 112 lavradores e lavradoras de Itaetê, Nova Redenção e Andaraí, municípios baianos localizados na Chapada Diamantina, viajaram em dois caminhões “pau de arara”, para o santuário de Bom Jesus da Lapa, na beira do rio São Francisco. Na ocasião, foram pedir forças ao Bom Jesus e exporem publicamente sua luta quase desesperada pelas suas terras griladas, pelas suas roças invadidas pelo gado do fazendeiro, pelas suas casas queimadas para intimidar e forçar a saída de posseiros e contra as autoridades coniventes, que pisoteavam o valor e a dignidade de homens e mulheres do campo.

Ao longo dos anos, a romaria começou a mobilizar ainda mais pessoas. Além dos trabalhadores e trabalhadoras do campo, o evento reúne, principalmente, um público jovem que esse ano terá a oportunidade de discutir vários temas, dentre eles: Uma política diferente; Cerrado e caatinga ameaçados pelos grandes projetos; Comunidades tradicionais: territórios de resistência.

O patrono dessa edição é D. Helder Câmara, Arcebispo Emérito de Olinda, que se estivesse vivo completaria 100 anos. “Assim como D. Helder, acreditamos que o povo pobre e crente deve ser o protagonista da transformação”, afirma Bernardi. A Romaria é organizada pela Comissão Pastoral da Terra, Cáritas, e Dioceses de Barreiras, Barra, Irecê, Caetité, Vitória da Conquista e Bom Jesus da Lapa, dentre outras Organizações e Movimentos Populares.

Programação - A abertura da Romaria acontece na sexta (03) às 19hs, na Esplanada. No sábado (4) as atividades começam às 5h30 com o Ofício de Nossa Senhora. Os plenários estão previstos para começar às 8h30. A programação continua às 14hs com a tradicional Celebração da Misericórdia seguida de confissões e, às 16h, a Via Sacra, saindo da Esplanada. A Noite Cultural começa às 20hs no Espaço Lapa Cultural. As atividades se encerram no domingo com a realização do Grande Plenário, às 8hs na Gruta da Soledade, após a Missa da Ressurreição.

Para mais informações:

Luciano Bernardi – Coordenador da Comissão Pastoral da Terra (BA) e membro da Coordenação Geral da Romaria.
Tel.: (71) 9104-4436

Pe. Roque Silva – Reitor do Santuário de Bom Jesus da Lapa
Tel.: (77) 3481-2120

Abeltânia de Souza Santos– Agente da Comissão Pastoral da Terra - Lapa
Tel.: (77) 3483-1143


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.