Warning: mysql_fetch_row() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/tribuna/public_html/antigo/files/contador.php on line 19
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2018
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Agência Sertão
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Deputada Ivana Bastos
Portal Alô Pilões
 
a a a
 
Jornalismo: Diploma ou competência ?
 
Quinta, 18 de Junho de 2009  
 

Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira, acabou com a obrigatoriedade da exigência do diploma de nível superior, para a profissão de jornalista, atendendo a um recurso do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado de São Paulo, protocolado pelo Ministério Público Federal, que contestava uma decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, que exigia que o profissional fosse graduado em Comunicação.

Cremos que a atividade jornalística não deve ser monopólio de quem é diplomado, podendo ser realizada por quem não passou por uma cadeira de faculdade, mas também é uma profissão que exige conhecimentos, certa intelectualidade, que de forma idônea e responsável, possa ter a credibilidade dos leitores e a confiança da sociedade.

Não é raro encontrarmos profissionais que nunca conquistaram um diploma universitário, mas que é mais jornalista com um microfone de uma pequena rádio ou fazendo um pequeno jornal no interior, do que alguns que passaram quatro anos nos bancos de uma faculdade de comunicação, onde aprenderam a teoria, mas não conseguem colocá-la na pratica.

E por falar em prática, todos nós jornalistas, graduados ou provisionados, devemos ter como bandeira a ética e o compromisso com a verdade, pois somos os intermediários dos fatos e acontecimentos com a sociedade. Devemos ter a consciência dos nossos direitos e deveres quanto à liberdade de expressão e respeito ao próximo, sem usarmos os veículos de comunicação para ferir, humilhar e mentir... E isso não se aprende nos bancos de uma universidade. São obrigações e não virtudes que estão atrelados à nossa personalidade.

As academias nos ensinam as técnicas e conhecimentos – essenciais para se exercer a profissão, mas o caráter e a idoneidade são qualidades natas de todo ser humano, seja de nível universitário ou não.

Com a decisão do Supremo Tribunal Federal, não significa o fechamento das faculdades de jornalismo, pois as mesmas são e serão sempre necessários locais de estudo e pesquisa, para se adquirir conhecimentos que serão colocados em prática na nobre profissão. O curso superior continuará sendo fundamental para a formação profissional, foi abolida apenas a obrigatoriedade da apresentação do título de conclusão do mesmo, para que os jornalistas “sem diplomas”, que lutam e trabalham com dignidade, sejam reconhecidos pelos próprios colegas e pelos sindicatos da classe.

Romério Miguel Meira
Vitória da Conquista


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.