Warning: mysql_fetch_row() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/tribuna/public_html/antigo/files/contador.php on line 19
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2018
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Agência Sertão
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Deputada Ivana Bastos
Portal Alô Pilões
 
a a a
 
O castigo da exposição: A confusão entre intimidade, convívio social e moralidade.
 
Sábado, 29 de Agosto de 2009  
 

A polêmica do momento nos jornais, televisões, sites e blogs baianos é a discussão em torno do vídeo da professora dançando de forma tão “original” num show de mais um grupo que faz parte do que chamo de novidade sem conteúdo na música popular brasileira.

Tenho discutido com colegas e acadêmicos que estamos vivendo num tempo de muita confusão, dúvidas e crises (diversos níveis) que são traços característicos de um processo histórico-político-social e cultural de transição. Desde 1989, o mundo vem se modificando de forma muito rápida.

Estamos diante de um mundo pragmático, sem ideologias, que é marcado pelo excesso de vazio que acaba optando pela imagem e negando o conteúdo das coisas. Por isso, não sabemos diferenciar o que é de âmbito intimo e o que de fato faz parte do convívio social. Perdemos a nação do que é público e do que é privado, do que faz parte da casa e do que pertence a rua, segundo a visão de Roberto da Matta.

O caso da professora que literalmente caiu na dança ao som de “todo enfiado”, ilustra essa confusão e todo o imbróglio que tem garantido audiência para algumas emissoras de TV que se necessário vão tirar o tutano da dançarina, ou melhor, professora. Cria-se uma confusão, expõe excessivamente as imagens, fazem enquetes extremamente moralistas do tipo: você seria capaz de fazer isso num show? Fulana está certa ou errada?

O que não se discute é que vivemos numa espécie de mega Big Brother, onde todos podem ser filmados, observados, controlados e expostos sem saber que estão sendo olhados. A intimidade, aquilo que há de mais particular na vida dos indivíduos, que não deve ser conhecida por todos foi violada. Não temos mais controle sobre a nossa intimidade, pois posso ser filmado em qualquer lugar. O que não falta são aparelhos para gravar as imagens e enviar para os sites.

Aquilo que pertence ao convivo social (o que pode ser revelado e visto) se mistura com as cenas intimas e depois serão temas para as análises morais dos críticos de plantão. Não quero entrar no debate de quem acertou ou quem errou, quero que reflitam sobre algo que estamos perdendo (a intimidade) por conta dessa necessidade exagerada de “informação” tendenciosa e ambígua.

Não gosto desse tipo de música, se é que podemos chamar assim, mas (nem por isso) posso ficar discutindo se a professora acertou ou errou ao dançar daquela forma, pois é ela quem vai sofrer as consequências dessa atitude por toda a vida.  Só passamos a discutir sobre a imoralidade do ato, a partir das imagens, ou seja; quando a “intimidade” foi trazida para o convívio social. Cuidado com as suas ações, pois você pode ser filmado a qualquer momento.

 

IVANDILSON MIRANDA SILVA - É Graduado em Filosofia Pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL), Especialista em Metodologia do Ensino, Pesquisa e Extensão em Educação Pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Professor de Filosofia e Sociologia na Fundação Baiana de Engenharia (FBE) e no Colégio Acadêmico de Villas do Atlântico, Músico da Banda Periferia, Colaborador e Professor de Cinema e Contextualização na Associação Educacional, Cultural e Ambiental Comunidade Universitária, Leciona as Disciplinas Humanidades I e II na UNIME – PARALELA, Salvador, BA. E-mail: Ivandilson-silva@ig.com.br, Blog: http://ivandilsonmiranda.zip.net
 

 


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.