Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2018
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Agência Sertão
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Deputada Ivana Bastos
Portal Alô Pilões
 
a a a
 
Agentes da Polícia Civil ameaçam paralisar as atividades nesta quarta
 
Quinta, 30 de Julho de 2009  
 

Revoltados com a morte do perito técnico Hilton Martins Rivas Júnior, 25 anos, dezenas de policiais civis exigiram a prisão do autor dos disparos - o tenente PM Fagner Costa Santos - numa manifestação realizada na noite de quarta-feira (29), em frente à sede da Polícia Civil, na Piedade.

Os agentes ameaçaram paralisar as atividades nesta quinta (30), caso o oficial não se apresente a um delegado. Carlos Lima, presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sindpoc), disse que o delegado chefe da Polícia Civil, Joselito Bispo, já solicitou ao comando da Polícia Militar a apresentação do tenente e dos policiais que o acompanhavam no momento do crime.

“Os policiais civis vão parar de trabalhar e só voltarão quando o tenente se apresentar”, garantiu Lima, durante a manifestação na Piedade, após reunião com Bispo.

O presidente do Sindpoc criticou o coronel Manoel Francisco Gomes Passos, corregedor da Polícia Militar, por não ter detido o tenente Hilton quando ele se apresentou ao órgão. “O coronel errou. Ele deveria ter detido o tenente e o encaminhado para uma auto-policial”, disse o dirigente sindical.

Lima condenou também declarações do corregedor da PM, que teria afirmado que o tenente Fagner estava realizando uma abordagem correta, dentro de suas atribuições legais. “Não queremos criar rivalidade com nossos companheiros da PM, mas se eles podem realizar abordagem desta forma, nós também podemos”, ameaçou o presidente do Sindpoc. Carlos Lima, entretanto, afirmou que o episódio não vai causar uma briga entre as duas polícias.

Sirenes

O protesto dos policiais civis parou o centro da cidade, na noite de quarta (29), por aproximadamente duas horas. Os agentes fecharam a Rua Direita da Piedade com cerca de 15 viaturas,com as sirenes e as luzes do giroflex ligadas.

A manifestação para pedir a prisão do tenente, que atirou no agente, começou por volta das 19h e terminou pouco depois das 21h, causando engarrafamento na região da Piedade, Barris e Lapa. O protesto ganhou o reforço de amigos de infância do perito e também dos seus colegas do Departamento de Polícia Técnica.

Correio da Bahia


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.