Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2018
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Agência Sertão
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Deputada Ivana Bastos
Portal Alô Pilões
 
a a a
 
Fuga em massa do Complexo Policial de Barreiras
 
Domingo, 31 de Janeiro de 2010  
 

A noite do dia 29, foi bastante movimentada para parte dos 89 presos do Complexo Policial de Barreiras, que aproveitaram o desestímulo dos policiais civis quanto a negativa de negociação salarial do governo estadual, para fugirem pelo teto da cadeia utilizando uma Tereza, corda feita com lençóis. Na oportunidade 36 detentos ganharam as ruas de Barreiras, entre eles, assaltantes, traficantes e homicidas, presos considerados de alta periculosidade.

Apesar do aviso de que não haveria visitas de familiares nem de advogados até que o Governo da Bahia aceite as propostas da categoria, vários pessoas compareceram ao Complexo para saber notícias de seus parentes. Bastante emocionada, Eliana de Castro, moradora do bairro Morada da Lua, em Barreiras, condenava a fuga do filho Adriano de Castro Cruz, 20 anos. “Ele não deveria ter fugido. Agora não sei o que vai ser dele”, disse a mãe, comentando que Adriano já havia sido preso quando menor de idade e que estava detido a menos de um mês, acusado de tentativa de assalto. “Essa fuga só vai complicar ainda mais. Temo pela vida dele”, desabafou Eliana.

Quem também demonstrava descontentamento com a fuga do marido era Maria de Fátima de Andrade, esposa de Bartolomeu de Andrade. “Não vou nem me preocupar se ele está ferrado ou não, pois faz mais de um ano que ele me deixou na mão cuidando sozinha de nossos filhos. Para piorar, estou desempregada”, disse Maria de Fátima, informando que deixou seus dois filhos menores, de dois e nove anos, sozinhos em casa para saber se seu marido estava entre os fugitivos. De acordo com Maria de Fátima, Bartolomeu havia sido transferido da cadeia de Riachão das Neves para o Complexo Policial de Barreiras há menos de duas semanas.

Para os policiais que estavam de plantão na noite de ontem, uma das soluções para inibir futuras fugas, seria o Estado terceirizar o serviço de carceragem. “Seria uma solução paliativa até que se construa o Presídio Regional. Atualmente entre três e quatro policiais ficam por plantão e se ocorrer de um preso adoecer e precisar de atendimento médico urgente, teremos que deslocar pelo menos dois deles para acompanhar o detento até uma unidade médica. Nesses casos, ocorre de ficar apenas um policial civil no Complexo Policial para atender as ocorrências e ainda vistoriar as instalações da cadeia para ver se não existe tentativa de fuga. Isso é desumano”, disse o policial Álvaro, indignado com a situação.

O policial aproveitou ainda para citar as cidades que possuem Presídios Regionais e comentou que o mais próximo de Barreiras, é o de Feira de Santana, distante aproximadamente 750 Km daqui.

Até o fechamento dessa reportagem, nenhum preso havia sido recapturado.

Existem rumores que tanto a polícia civil quanto a militar, deverão parar as atividades em todo o Estado durante o carnaval de 2010.

 

Nova Fronteira - Texto: Eduardo Lena | Fotos: Arquivo Polícia Civil


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.